Arquivo da tag: Polêmica

“É proibido criticar” por Citadini

Há uma nova lei, decretada pela mídia, na praça: ninguém pode criticar o Santos FC.

A mais sagrada regra entre os torcedores é aplaudir seu time e criticar os adversários. Querem revogar este direito.

Nos últimos tempos a mídia – quase que “de baciada” – aplaude o Santos e criticam os que não o estão aclamando.

Hoje, Tostão, o grande craque, entra de sola e diz que “estão com inveja do Santos”.

Esta postura fundamentalista da mídia normalmente ocorre com elogios a outro time, conhecido como o Mais Querido… da Mídia.

Mas, neste momento, a campanha se concentra em derramar “Ufas!” e “Vivas!” ao alvinegro praiano. É uma goleada contra o Ituano, saúda-se um placar massacrante contra o Naivirense. Quando o Santos perde para o Palmeiras a mídia diz “e daí? Goleou o Naivairense!” Tudo o que fazem é aplaudir e os que não os acompanham são taxados de invejosos.

Até as comemorações de gols santistas, demonstração de subnutrição intelectual ao nivel de diálogos do BBB, até estas danças são elevadas à categoria dos merecedores de aplausos.

Nada disso! Torcedores existem para apoiar seus times e criticar os adversários.

E quem quiser mudar esta regra deve ir para o tênis, o golf, talvez para o críquete ou o gamão.

Verem as críticas de adversários como inveja é reduzir-se o futebol a um padrão BBB.

Recordo-me que em 1963 torci contra o Santos naquele jogo com o Milan no Rio de Janeiro.

Embora adolescente, já não entrava na onda do oba-oba da mídia.

E estava certo. Como demonstrou a biografia de Almir Pernambuquinho, foi um escandaloso caso de juiz vendido.

Deixem a mídia ficar dizendo maravilhas sobre o atual Santos, tentando endeusá-lo como na época de Pelé, deixem-na elogiar nas goleadas contra equipes pequenas e se esquecer de derrotas para times importantes.

Deixemos que não veja as estripulias de Ganzo ou as tesouras de seus meninos.

O futebol deve ser visto sob a ótica dos torcedores de seu time. Isso não é inveja. É assim que deve ser.

Ou vamos mudar de esporte.

Do Blog do Citadini

http://blogdocitadini.blog.uol.com.br

5 Comentários

Arquivado em Corinthians, Polêmicas, Santos

Fique em casa se não puder ir

Na última semana foi aprovado na Câmara dos Vereadores de São Paulo o projeto de lei que estipula 23h15 como horário limite para o encerramento de jogos de futebol na cidade. Falta agora a sanção do prefeito Gilberto Kassab, que se der parecer favorável irá comprar briga com a Rede Globo, maior prejudicada com o projeto. Por essa singela razão acredito no veto do prefeito. Com a imagem já desgastada pelo caos provocado recentes enchentes, Kassab pode vê-la destruída  se a emissora resolver reagir. Nos próximos dias a questão será definida.

De qualquer forma, não entendo a preocupação com a sorte desse projeto de lei. Assim como em qualquer outro lugar no Brasil, a cidade de São Paulo tem tantos problemas infinitamente mais preocupantes para serem resolvidos. Trânsito, violência, enchentes. É impressionante como os políticos perdem tempo com questões menores. É estatístico. 98% dos projetos apresentados na Câmara de Vereadores tratam da alteração do nome de ruas e homenagens como a criação do Dia do Padeiro, votações que não mudam em nada a vida dos eleitores.

Um dos vereadores que defende a aprovação da lei, o Sr. Antonio Carlos Rodrigues, justificou que “é humanamente impossível alguém sair do estádio, no Morumbi ou no Pacaembu, à meia-noite e voltar para Parelheiros, Campo Limpo e Capão Redondo. O torcedor demora quase uma hora para sair do estádio e depois não tem mais condução“.

Ora, não compreendi a preocupação do vereador. Quem não puder ir ao estádio por causa do transporte, NÃO VÁ exclamação. É simples assim. Ninguém é obrigado a ir ao campo de futebol. Aliás, quem não for não e tiver a oporunidade de acompanhar pela televisão não estará perdendo nada. Muito pelo contrário. Os estádios não possuem o mínimo de conforto. A alimentação é horrível e cara. Comprar o ingresso é um martírio. A polícia trata o torcedor como um animal (embora alguns torcedores ajam como animais). Fora o risco de apanhar ou ser assaltado pela bandidagem que frequenta os jogos.

Na Rádio Transamérica ouvi uma entrevista do vereador Agnaldo Timóteo dizendo que está preocupado com as crianças e os idosos, que acabam saindo muito tarde das partidas que começam às 21h50. Ora Agnaldo, vocês vereadores deveriam se preocupar com os moradores do Jardim Pantanal, que ficaram mais de 2 meses morando debaixo da d’água. É muita cara de pau. E outra coisa. Por tudo que já foi falado, estádio não é lugar para velho e criança. O melhor mesmo é ficar em casa, vivo. Se o cantor/vereador está preocupado com os idosos e quer deixá-los felizes, crie então um projeto de lei visando a abertura dos bingos.

Enfim, a falta de transporte é só mais um dos problemas que o torcedor enfrenta. O próprio futebol tem outras prioridades. O combate à violência é uma delas, mas nada é feito. Esse famigerado projeto de lei é para inglês ver. Um péssimo tranpolim político.

A verdade é que, ao colocar os jogos às 21h50 para atender seus interesses, a Rede Globo sem querer acaba prestando um favor para a sociedade: faz com que pessoas de bem deixem de ir ao estádio enquanto os demais problemas não são enfrentados e resolvidos.

18 Comentários

Arquivado em Polêmicas, Torcidas

Quem é Ivo, interrogação

A promessa

Discurso da diretoria do Palmeiras há alguns dias:

Vamos ter um elenco forte e qualificar nosso plantel para 2010. É uma conclusão estúpida dizer que teremos um time fraco. Não vamos enfraquecer só pelo fato de não estarmos disputando a Libertadores.”

E não queremos atleta com discurso que é para somar. Queremos gente que chegue para jogar.”

A realidade

A diretoria do Palmeiras acertou a contratação do meia Ivo, de 23 anos. O atleta, canhoto, como pedia o ex-técnico do Verdão, Muricy Ramalho, rescindiu seu contrato com o Juventude no início do mês. Só para lembrar, o Juventude é o 4º colocado da chave 1 do fraquíssimo campeonato gaúcho, atrás de times como Inter de Santa Maria e Novo Hamburgo

A conclusão

Estou começando a achar que o Dr. Paulo Maluf é juvenil perto do Professor Belluzzo.

1 comentário

Arquivado em Palmeiras, Polêmicas

Volta Muricy! Volta para…

Alguns integrantes de uma das torcidas organizadas do Palmeiras estão neste instante na Academia de Futebol protestando contra o atual momento do clube. “Fora Cipullo”, “Cadê os reforços”, “Belluzzo incompetente”, essas são algumas das faixas estendidas na entrada do local. Até aí tudo normal. Diria até que estava demorando para a torcida fazer seu burburinho.

Mas o que despertou atenção foi uma faixa com a frase “Volta Muricy”. Meu Deus, exclamação. Eu sinceramente não entendi. As únicas interpretações sensatas possíveis são as de que os torcedores estão pedindo para o Muricy voltar para casa, ou ao São Paulo, ou até mesmo para a escola de técnicos, caso existisse.

O que eu não quero acreditar é que eles pedem a volta de Muricy ao Palmeiras. Não faz nenhum sentido. Não consigo imaginar o que Muricy Ramalho fez de bom no Palmeiras para deixar tanta saudade.  Comparo esses infelizes com os mais infelizes ainda que protestam e pedem a volta do governador do panetone. Acho que essa meia dúzia de palmeirenses deve estar sofrendo uma espécie de Síndrome de Estocolmo.

Não dá para imaginar o que passa na cabeça dessa meia dúzia de sujeitos – que acham que representam a torcida do Palmeiras – embora tenha que ser levado em consideração que os torcedores organizados, na média, não têm por costume pensar.  Se fosse volta Luxemburgo eu até compreenderia, pois o (ex)trategista ao menos já deu títulos para os torcedores. Ou até mesmo volta Jorginho. Agora volta Muricy é duro de entender.

7 Comentários

Arquivado em Palmeiras, Polêmicas

Remedinhos contra crise

O Professor Belluzzo não cansa de se valer do famoso e ultrapassado subterfúgio.

É só o Palmeiras apresentar um péssimo futebol e ser criticado pela imprensa e pelos torcedores que, logo depois, surge uma notícia na mídia para tentar amenizar a crise.

A mais famosa era a da contratação do Kleber. Toda semana surgia a notícia de que o Palmeiras faria uma nova investida pelo jogador. Para tentar dar sinais de realidade para a fantasiosa notícia a diretoria do Palmeiras chegou a viajar para Belo Horizonte para oferecer cerca de R$ 3 mihões por 40% dos direitos federativos do jogador. Puro jogo de cena. Guardadas as devidas proporções, é a mesma coisa que ir à loja da Ferrari e oferecer R$ 30 mil mais uma Saveiro por uma F150 e aguardar uma resposta.

Mas para estragar a velha artimanha anticrise da diretoria palestrina o Cruzeiro anunciou a renovação do contrato com o jogador. Essa de contratar Kleber, portanto, não cola mais.

Porém, o Professor Belluzzo é rápido no gatilho. Logo depois da atuação vergonhosa contra o glorioso Flamengo do Piauí veio a “nova” notícia: o Palmeiras corre atrás de El Mago Valdívia. Meu Deus, se a diretoria não consegue nem contratar encostados como Ewerthon, o que dirá trazer Valdívia.

Professor Belluzzo, tenha o mínimo de dignidade e transparência. Reconheça logo que o ano do Palmeiras vai ser difícil. O Palmeiras não contrata ninguém pois está quebrado. Não trate os torcedores como idiotas. É Ewerthon, ex-corintiano, 2 gols na última temporada, e olhe lá, pois mesmo ele está dificil.

Ah, já ia esquecendo. Tem também aquela velha. A da Arena.

Pior que isso só acompanhar a abertura dos jogos de Vancouver com comentários de Paulo Henrique Amorim, Álvaro José e Oscar, grande atleta dos jogos de inverno. Meu Deus, temo pela transmissão de Londres.

10 Comentários

Arquivado em Palmeiras

Conta a do português também

Um dos princípios deste blog é desmistificar as mentiras que são contadas por grandes jornais e emissoras de televisão, veículos que, como todos sabem, são pautados por todos os tipos de interesse.

E uma dessas grandes mentiras que volta e meia são contadas na imprensa é a suposta boa fase de Ronaldinho Gaúcho. De fato, possivelmente instigada por patrocinadores do atleta, a mídia esportiva em geral está fazendo um grande lobby para para que Dunga convoque Ronaldinho Gaúcho. O difícil é editar jogadas para a divulgação, tamanha a mediocridade do futebol que vem sendo jogado por ele.

A última vez que conseguiram arranjar algo para vender aos torcedores brasileiros foi há mais de 1 mês no jogo do Milan contra o Siena, uma espécie de Resende/RJ. Inspirado e aproveitando-se da insignificância do adversário, Ronaldinho Gaúcho marcou 3 gols. Foi o bastante para a mídia, liderada pela Rede Globo, difundir uma suposta excelente fase do jogador.

A imprensa só não contava que Ronaldinho não faria nada nos jogos seguintes, conforme denunciado aqui no blog semanalmente. Assim, os planos, naquele momento, foram atrapalhados pela verdade. Desde então ninguém mais falou em Ronaldinho (salvo uma matéria destacando a balada do jogador antes da derrota no derby italiano).

Sexta, porém, a imprensa conseguiu arrumar mais um pouco de material – fraquinho, fraquinho – para fazer uma nova investida na missão que virou a convocação de Ronaldinho Gaúcho.

Globoesporte.com

Ronaldinho arrebenta, Pato retorna com gol, e Milan vence no Italiano

Lancenet

Ronaldinho Gaúcho resolve para o Milan

O Globo

Ronaldinho brilha em vitória do Milan

A leitura dos títulos induz o leitor mais desatento a pensar que Ronaldinho realmente arrebentou. Faz imaginar que ele teria feito 3 gols, driblado, chapelado, e o time se tornado campeão. A imprensa, enfim, está tentando vender uma atuação épica do jogador, algo que infelizmente muitas pessoas vão comprar.

Sucede que a verdade é que o jogador não fez nada disso. Pura propaganda enganosa. O show divulgado pela imprensa na realidade não passou de 2 assistências e uma cobrança de falta tosca que acabou resultando em gol, após um bate rebate. Ah, e foi contra o todo poderoso Udinese, 15º colocado no campeonato italiano, uma espécie de Atlético Paranaense.

A imprensa europeia, por exemplo, preferiu atribuir a vitória ao atacante Huntelaar, que marcou 2 gols. Nada mais transparente, imparcial e justo. Marca, AS (“gracias a una actuación de Huntelaar”)e La Gazzetta dello Sport deram destaque à atuação do holandês. Os jornalistas brasileiros devem ter visto outro jogo.

Se liga rapaz e siga o meu exemplo. Eu não acredito no Papai Noel, história do panetone do Arruda, contratações do Belluzzo e na tal boa fase do Ronaldinho.

6 Comentários

Arquivado em Polêmicas, Ronaldinho, Seleção

Quem é o médio

Nesta semana houve uma grande polêmica em torno de um post do blog cujo título era os 3 grandes e o médio de São Paulo. Os clubes em questão eram Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos. Os santistas ficaram bravos. Muito bravos. À toa, pois não foi falado quem era o médio. Falta de transparência do autor do texto? Talvez.

Mas como o blog é democrático, deixamos a resposta da questão para os próprios leitores. A voz do povo é a voz de Deus. Frase nova. Vote na enquete ao lado direito da página. Resultado após o carnaval.

4 Comentários

Arquivado em Polêmicas