Arquivo da tag: Neto

O xodó da Fiel

Neto foi um bom jogador de futebol. No início da década de 90 foi ídolo do Corinthians. Não tão grande como Marcelinho Carioca, mas foi um ídolo. Foi um dos protagonistas do primeiro título nacional do clube, o campeonato brasileiro de 1990. Neto era um dos destaques do time, ao lado de Jacenir, Guinei, Wilson Mano, Tupãzinho e Mauro. Meu Deus, exclamação. Até hoje tento entender como o Corinthians foi campeão naquele ano.

Encerrou sua carreira de jogador precocemente. Seu maior adversário era o peso. Foi então que, há alguns anos, iniciou sua carreira de comentarista de futebol. No começo chamou a atenção de todos pela sua espontaneidade. Costumava falar tudo o que pensava. Até por isso da sua boca só saía bobagem. E lógico que falava bastante do Corinthians, seu time de coração. Mas as vezes costumava criticar o time. Tentava ser imparcial, em que pese nunca esconder sua paixão pelo clube.

Contudo, quem assiste o programa no qual Neto participa na Band ao lado de figuras excêntricas como Osmar “Corinthians” de Oliveira , o Jogo Aberto, sabe que há algum tempo ele já não faz  a mínima questão de tentar ser imparcial. É um torcedor travestido de comentarista. Pior do que Chico Lang. Além de ser um grande fazedor de média. Já flagrei Neto dizendo que pelo menos uns 157 jogadores, a maioria do Corinthians, devem ir para a seleção. Jogadores como Elias, Dentinho, Chicão, atletas que ninguém com o mínimo de sanidade mental cogitaria.

Certa vez, chegou a comentar em direção ao Dr. Osmar fiel: “Chicão é um monstro hein doutor”. Até o velho médico ficou sem graça.

Hoje é quase impossível ouvir o ex-jogador criticando qualquer coisa ou pessoa relacionada ao Corinthians, mesmo se a discussão envolver algo evidente como a confusão criada pela Gaviões da Fiel na apuração do carnaval. Na segunda-feira, pós desfile, um programa inteiro para puxar o saco da violenta torcida. Na quinta, pós vandalismo, silêncio. Até entendo pelo fato dele ser um torcedor doente, e torcedor doente age assim mesmo, sem pensar. Mas o que Neto não pode fazer é subestimar a inteligência das pessoas para satisfazer seus interesses econômicos.

Já venho acompanhando as aberrações que o “comentarista” dispara para os ouvidos alheios há algum tempo, porém tratava isso como algo normal vindo de quem vem. Porém, percebi que de um tempo para cá o “craque” Neto passou a exagerar nos comentários em favor do Corinthians.

A explicação é que, além de torcedor e amigo pessoal do presidente do clube, o come letras Andrés Sanchez,  Neto agora é garoto propaganda do Corinthians na televisão. Só nos últimos dias vi o comentarista vendendo o pacote do navio do centenário (aliás, um fracasso de vendas) e uma barra de ouro em homenagem ao clube, algo tão tosco como quem o vende. Aí realmente fica difícil criticar. O Corinthians não é mais apenas seu time de coração. É uma fonte de renda.

O comentário abaixo, repetido na televisão, é um exemplo claro de como Neto, sem nenhum tipo de pudor, atenta contra a sanidade mental:

O sonho de disputar a Libertadores mais uma vez começa para o Corinthians. Só que dessa vez, apesar da pressão de sempre, inicia de forma planejada. Tudo calculado. Desde a formação do elenco, passando pela pré-temporada, até chegar na lapidação de seu principal jogador. O Ronaldo nesse período de inatividade ficou treinando duro. Perdeu mais de 6 quilos. Particularmente nunca vi o Fenômeno tão bem fisicamente desde que desembarcou no Timão.” Fonte: http://blogdoneto.blog.uol.com.br

Ao dizer que Ronaldo está em forma, Neto extrapolou todos os limites da parcialidade. Nem Casagrande nos seus momentos de maior alucinação falaria algo tão absurdo. Neto precisa disfarçar melhor. O excesso de peso de Ronaldo não é questão de opinião. É um fato. Pode ser omitido, mas não pode ser alterado por simples palavras.

Pois é. Neto é o ônus da liberdade de expressão.

22 Comentários

Arquivado em Corinthians