Arquivo da tag: Corinthians

Libertadores só no PS

O alerta já foi dado aqui no blog há algum tempo: o ano do centenário tem todos os ingredientes necessários para se transformar num grande mico. Praga? Torcida? Não. Não é nada mais do que a realidade. Basta um pouquinho de sensatez para se ter essa mesma percepção do que ordinariamente irá acontecer.

Ao contrário do que pregam alguns mobrais comentaristas alvinegros – que têm o desplante de rotular o time de galáctico – o elenco do Corinthians é razoável. Bom para o padrão atual do futebol brasileiro? Talvez sim. Mas não é tão bom a ponto de poder dar de barato a conquista da tão sonhada Copa Libertadores da América.

Ora, chamar de galáctico um time que tem como titulares Moacir, Chicão, Ralf, Elias, Dentinho, Jorge Henrique e outros jogadores do mesmo naipe é dose para leão. O time do Corinthians está muito longe, mas bem longe mesmo de ser lembrado como favorito para a Taça Libertadores.

Nem a presença das estrelas Ronaldo e Roberto Carlos mudam esse cenário. O primeiro até pouco tempo atrás até resolvia, mas sua forma física atual não permite apresentar um futebol competitivo. Já o segundo é uma piada. Piada cara, aliás. O Corinthians provavelmente é o último time que o lateral consegue enganar no futebol.

No futebol ou fora dele, o ano do centenário é um desastre. Ao contrário do excelente ano de 2009, em 2010 o Corinthians só ganhou espaço na mídia para notícias ruins. Eis algumas delas:

Copa São Paulo

Juventude elimina o Corinthians da Copa São Paulo

Carnaval

Torcedores da Gaviões atiram objetos contra outras torcidas durante apuração

Finanças

Sem pagar, Corinthians tem luz cortada pela Eletropaulo

Marketing

Cielo diz não à proposta do Corinthians

Fora as profecias do bruxo Robério de Ogum, que há algum tempo afirmou que o Corinthians não vence a Copa Libertadores  (nesse caso, que me desculpe o bruxo, mas com um elenco desse nível não precisa ter poderes para-normais para afirmar uma coisa dessas).

Enfim, é melhor reforçar as grades do Pacaembu, triplicar o efetivo da Polícia Militar, assim como Ronaldo e Roberto Carlos aumentarem a segurança. Esse não promete ser pior do que o ano da famosa “noite das Garrafadas” (clique aqui e relembre) e o mais recente ano da “Invasão do Pacaembu” (relembre aqui).

1 comentário

Arquivado em Corinthians, Libertadores

“É proibido criticar” por Citadini

Há uma nova lei, decretada pela mídia, na praça: ninguém pode criticar o Santos FC.

A mais sagrada regra entre os torcedores é aplaudir seu time e criticar os adversários. Querem revogar este direito.

Nos últimos tempos a mídia – quase que “de baciada” – aplaude o Santos e criticam os que não o estão aclamando.

Hoje, Tostão, o grande craque, entra de sola e diz que “estão com inveja do Santos”.

Esta postura fundamentalista da mídia normalmente ocorre com elogios a outro time, conhecido como o Mais Querido… da Mídia.

Mas, neste momento, a campanha se concentra em derramar “Ufas!” e “Vivas!” ao alvinegro praiano. É uma goleada contra o Ituano, saúda-se um placar massacrante contra o Naivirense. Quando o Santos perde para o Palmeiras a mídia diz “e daí? Goleou o Naivairense!” Tudo o que fazem é aplaudir e os que não os acompanham são taxados de invejosos.

Até as comemorações de gols santistas, demonstração de subnutrição intelectual ao nivel de diálogos do BBB, até estas danças são elevadas à categoria dos merecedores de aplausos.

Nada disso! Torcedores existem para apoiar seus times e criticar os adversários.

E quem quiser mudar esta regra deve ir para o tênis, o golf, talvez para o críquete ou o gamão.

Verem as críticas de adversários como inveja é reduzir-se o futebol a um padrão BBB.

Recordo-me que em 1963 torci contra o Santos naquele jogo com o Milan no Rio de Janeiro.

Embora adolescente, já não entrava na onda do oba-oba da mídia.

E estava certo. Como demonstrou a biografia de Almir Pernambuquinho, foi um escandaloso caso de juiz vendido.

Deixem a mídia ficar dizendo maravilhas sobre o atual Santos, tentando endeusá-lo como na época de Pelé, deixem-na elogiar nas goleadas contra equipes pequenas e se esquecer de derrotas para times importantes.

Deixemos que não veja as estripulias de Ganzo ou as tesouras de seus meninos.

O futebol deve ser visto sob a ótica dos torcedores de seu time. Isso não é inveja. É assim que deve ser.

Ou vamos mudar de esporte.

Do Blog do Citadini

http://blogdocitadini.blog.uol.com.br

5 Comentários

Arquivado em Corinthians, Polêmicas, Santos

Projeto 2014

O Corinthians já treina para as próximas Olimpíadas de Inverno.

1 comentário

Arquivado em Corinthians

Rodada de definições no paulixta

A rodada deste final de semana será de afirmação e definição no campeonato paulista.

O jogo mais importante, sem dúvida nenhuma, é Palmeiras x Ponte Preta. Uma derrota praticamente elimina as chances de classificação do Palestra, confirmando o desastre do planejamento da diretoria comandada pelo Professor Belluzzo. Lembrando que tropeço do Palmeiras no Palestra Itália é algo absolutamente comum. Por outro lado, se o time vencer manterá viva a esperança de classificação, sobretudo porque os próximos jogos no campeonato teoricamente são fáceis: Rio Branco, Mirassol, Oeste e Paulista. Teoricamente, exclamação.

O segundo jogo na escala de importância é Corinthians x Grêmio Prudente (único time na história do futebol mundial que começou um torneio com um nome e terminou com outro; nem na várzea carioca acontece isso). O jogo é importante porque se o Corinthians não vencer a 4ª vaga ficará totalmente em aberto. Nesse caso o Botafogo pode ultrapassar o Corinthians. E Palmeiras, Portuguesa e o próprio Grêmio Prudente podem encostar. Ronaldo não joga. Será poupado. O jogador de fato não tem a mínima condição física de atuar.

A derrota do Corinthians coloca fogo no campeonato e, mais importante, esquenta o clássico do próximo domingo contra o São Paulo no Pacaembu.

São Paulo que joga amanhã contra o Mogi Mirim. Por mais que o time não venha jogando bem, não acredito em um tropeço do time de Ricardo Gomes.  O time historicamente não costuma se complicar em jogos como esse. Derrota em casa para times pequenos ou em má fase é especialidade do Palmeiras. Só o Flamengo o Palmeiras salvou do rebaixamento nos últimos anos umas 3 ou 4 vezes em jogos em casa.

E, finalmente, teremos Santos x Ituano. A vitória santista praticamente sacramenta a classificação.

Ah, poderia também dizer que a rodada é importante para a Portuguesa. Acontece que da lusinha não se pode esperar muito. Para quem imaginava que a Portuguesa lutaria pelo rebaixamente, o time até que vem fazendo uma campanha espetacular. O não rebaixamento este ano está de bom tamanho e deve ser comemorado como um título no Canindé.

Sou Jornalismo Futebol Clube. Sou Taddei e mais 10.

3 Comentários

Arquivado em Corinthians, Palmeiras, Santos, São Paulo

Dentinho e mais 10

Parem as máquinas. Quem diria. Hoje o Corinthians do centenário depende do futebol de Dentinho, o Wayne Rooney versão Zona Leste. Meu Deus, exclamação. Só não sei se isso é bom ou ruim para um time que sonha em conquistar a Copa Libertadores da América.

Dentinho vem livrando a barra de seu amigo Ronaldo. Em péssima fase, técnica e física, Ronaldo já vem recebendo uma certa cobrança da imprensa e de alguns torcedores com um mínimo de sensatez. Mas essa cobrança só não é maior porque Dentinho vem salvando o Corinthians de alguns desastres, o que acaba ofuscando o momento sem brilho de Ronaldo.

A presença do fenômeno parece não empolgar mais os torcedores. 7.845 pessoas em Barueri. Até o ano passado Ronaldo atraía multidões para os jogos do Corinthians. Hoje ninguém faz muita questão. Alguém pode dizer que o que vem afastando o público é o fato dos jogos estarem sendo realizados em Barueri. Ora, o que eu sempre escutei falar é que corinthiano é diferente. Que sempre lota estádio. Que deixa de comprar o leite das crianças para ver o time. Mas se for isso mesmo, a culpa é da diretoria do Corinthians. Foi dela a brilhante ideia de mandar os jogos do Corinthians em Barueri.

Roberto Carlos enfim marcou seu primeiro gol com a camisa do Corinthians. Um golaço. Mas pelo que ganha ainda está devendo. Já deveria ter feito um 5 gols iguais ao de ontem. Na comemoração imitou o ex-jogador Neto. Homenagem a um de seus maiores defensores na imprensa, interrogação. Se for isso é merecido. Neto talvez é o único que defende Roberto Carlos na Copa do Mundo. É mole?

2 Comentários

Arquivado em Corinthians, Ronaldo

Algumas coisas inexplicáveis

Algumas situações ocorridas no futebol nos últimos dias são simplesmente inexplicáveis.

Ronaldo está claramente fora de forma. Desde que chegou no Corinthians ele tenta esconder isso de todas as maneiras. Até lipoaspiração ele fez no ano passado. Mas não adiantou. Hoje ele já não consegue esconder sua forma roliça. Demorou, mas a imprensa já começa a questionar esse fato, sobretudo porque Ronaldo não vem conseguindo desempenhar um bom futebol. Daqui a pouco é a torcida.

O que é inexplicável é que invariavelmente o jogador deixa de jogar alguma partida do campeonato paulista justamente para aprimorar o preparo físico. Antes da estreia do time na Copa Libertadores Ronaldo ficou cerca de 1 mês sem jogar se recuperando de uma contusão e, como muitos disseram na ocasião, fazendo intenso trabalho físico. Mas o que se vê na realidade é um Ronaldo cada vez maior. Vai entender.

Mas inexplicável mesmo são as coisas que acontecem no Palmeiras. Sem adentrar na discussão a respeito da qualidade dos jogadores, e falando apenas em termos de elenco, as contratações feitas pela diretoria não obedecem a um mínimo de critério.

Primeiro a turma do Professor Belluzzo conseguiu não contratar um centroavante a tempo de inscrevê-lo no campeonato paulista, a despeito da evidente carência do time. De fato, o setor ofensivo do Palmeiras é desprovido de jogadores. Se um se machuca não há outro para colocar no lugar.

Em que pese isso a diretoria conseguiu deixar o time com ainda mais necessidades. Para contratar o lateral direito Vitor – lembrando que para essa posição há 3 jogadores no elenco – o Palmeiras cedeu 2 meias e 1 atacante. É verdade que os jogadores não são lá essas coisas, com a exceção de Deyvid Sacconi que de vez em quando mostra um bom futebol. Mas o que chama atenção é que a diretoria, mesmo sabendo das limitações do elenco, principalmente no ataque, abre mão de 3 jogadores ofensivos para contar com 1 defensor. É mole?

7 Comentários

Arquivado em Corinthians, Palmeiras, Ronaldo

Quanta mediocridade para um dia só

Nenhuma surpresa na quarta-feira.

O Fluminense ganhou do Confiança.

O Coritiba do Luverdense.

O Náutico do Ivinhema.

E o Flamengo ganhou do Caracas. Tudo bem que nada muda na rotina da população venezuelana. Futebol lá é o 7º esporte mais praticado. É como se fosse o rugby aqui no Brasil. Flamengo? Vagner Love? Prazer. Lá ninguém nunca tinha ouvido falar antes.

Na Vila Belmiro o Santos massacrou o Naviraiense. 10 x 0. Mas também, sem querer desmerecer a vitória santista, que time era aquele, interrogação. Meu Deus, exclamação. Quanta mediocridade. O Naviraiense perde de 10 até para o Flor de Maio Atlético Clube, atual campeão da Copa Brahma de Futebol Veterano. O André fez 3, interrogação. O Robert do Palmeiras faria no mínimo 2.

A gazetaesportiva.net destacou que “em uma noite inspirada, o Santos reviveu os tempos do Rei Pelé.” Nesse ponto vou concordar. A recordação do futebol jogado naquele tempo foi inevitável. Pelé era um craque no meio de um bando de sem noção. Foi o que aconteceu ontem com Neymar e Robinho na Vila Belmiro. Mas apesar do vexame temos que dar um desconto para os jogadores do Naviraiense. Convenhamos que deve ser duro jogar de noite e na manhã seguinte trabalhar na estiva do porto. Não há corpo que aguente.

E o Corinthians? Meu Deus! Que jogo. Empate suado. E comemorado, como se fosse um título. Rojões pela cidade. O Corinthians está se humilhando cada vez mais por essa obsessão de vencer a Libertadores. O retrato do Corinthians na partida pode ser resumido pela recusa dos jogadores na cobrança do escanteio no final do jogo. Ao invés cruzar na área para tentar o gol da vitória, o Corinthians preferiu fazer cera, agindo como um time pequeno e amedrontado. Que vergonha para um clubeque ostenta o título de melhor elenco do Brasil.

Mas vergonhosa mesmo é a situação do Ronaldo. Andou em campo. Não pegou na bola. Sinal de alerta no Parque São Jorge. A imprensa demorou mas já começa a questionar a fase do jogador. Daqui a pouco vai ser a torcida.  Chutes no carro. Ameaças por telefone. Já vi esse filme. O Ronaldo está tão sem moral que na opinião do Casagrande ele deveria sair para a entrada do Souza. Meu Deus, exclamação. Parem as máquinas. Preferir o Souza é o fim da picada. É mole?

12 Comentários

Arquivado em Copa do Brasil, Corinthians, Flamengo, Ronaldo, Santos