Arquivo da tag: Campeonato Paulista

Robinho em show de pagode na última sexta-feira

O Santos joga hoje contra o Monte Azul. Robinho, R$ 1 milhão por mês, segue fora. Segue se recuperando de contusão.

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Paulista, Robinho, Santos

Mais um burro, interrogação

Nos últimos jogos o técnico Antonio Carlos vinha sendo vaiado pela torcida e eu não via razão para tanto. A culpa pelos resultados não era dele. Antonio Carlos vinha fazendo o possível. O problema, à toda evidência, era da falta de boas peças no elenco. Com Edinho, Robert, Armero e outros não há técnico no mundo que resolva.

Em casos como o do Palmeiras o técnico só pode ser cobrado se suas atitudes servirem para agravar as mazelas do time. Era o que acontecia com Muricy Ramalho. Suas escolhas na formação do time, titulares e substituições só pioravam o que já era ruim. Exemplo disso foi a derrota que culminou na sua demissão. O Palmeiras perdia em casa do São Caetano, mas mesmo assim Muricy mantinha o exército de volantes e zagueiros em campo.

Antonio Carlos, ao contrário,  não vinha fazendo atrocidades como seu antecessor. Estava colocando o time para a frente. Não utilizava mais do que 2 volantes e 2 zagueiros, algo que não acontecia há pelo menos uns 8 anos no Palestra Itália. Os tropeços eram consequência da ruindade dos jogadores do elenco. Na jogo contra a Ponte Preta, quando o time perdia, Antonio Carlos simplesmente abriu mão dos volantes e foi para cima do adversário.

Hoje, porém, Antonio Carlos mereceu o coro de BURRO dos poucos e infelizes torcedores que tiveram coragem de ir ao Palestra Itália. Com muito custo o Palmeiras vencia o glorioso Mirassol pelo placar simples. O jogo estava tranquilo. O Mirassol não ameaçava empatar, assim como o Palmeiras não esboçava fazer o segundo gol. Foi então que Antonio Carlos decidiu tirar um atacante (Vinicius) para colocar um zagueiro (Maurício Ramos). Simplesmente inexplicável. Na hora lembrei de Muricy Ramalho, Caio Junior, Luxemburgo, Marcelo Villar. Meu Deus!

O resultado foi óbvio: logo depois da substituição o Mirassol empatou. E só não virou porque São Genaro ainda é palmeirense. Enfim, mais um time da zona de rebaixamento que tira pontos do Palmeiras.

Neste ano só vejo uma alternativa para a torcida do Palmeiras: concentrar tudo o que resta de força no centenário do Corinthians.  É o melhor a se fazer.

10 Comentários

Arquivado em Palmeiras, Paulista

Está ruim, mas é fácil melhorar

Palmeiras x Rio Branco. Acaba de terminar o primeiro tempo. 2 x 2. Após sofrer virada do lanterna do campeonato, o Palestra conseguiu empatar, para o desânimo do narrador, o corintianíssimo Milton Leite. Ainda tem o segundo tempo. Mas eu não vou perder mais meu tempo. Prefiro Jornal Nacional e, na sequência, Viver a Vida. Depois, um livro para ler.  Talvez BBB.

Ora,  o jogo do Palmeiras não tem nenhuma importância. Também não tem nenhum atrativo em especial. É o 9º colocado contra o último. Robert contra Jobinho. Meu Deus, exclamação. Tenho mais o que fazer, ainda que esse fazer seja assistir uma novela ou um reality show.

O palmeirense tem que colocar na cabeça que a melhor coisa que pode acontecer para o Palmeiras é ficar de fora das semi-finais do campeonato paulista, mesmo que isso seja encarado como um fato vergonhoso.  Se o Palmeiras não se classificar o torcedor terá menos dor de cabeça. Menos aborrecimento. E provavelmente o futuro se revelará melhor se isso se concretizar. Talvez a diretoria pare para pensar e reveja algumas (ou todas) posições do time.

Por outro lado, se por um milagre de São Genaro o Palmeiras se classificar fatalmente vai passar vexame, independentemente de quem for o adversário. Arrisco afirmar, e acho que não precisa muito, que o Palmeiras perde até do Santo André, e com folga.

O melhor a fazer é jogar a toalha no campeonato paulista e iniciar uma intertemporada. Além, é claro, de buscar reforços para o time. Não que o atual elenco seja ruim. No Palmeiras já vi piores. Acho que  a melhora é uma consequência natural de algumas semanas de treinamento e da contratação de alguns reforços, algo como uns 3 laterais, 2 zagueiros, 1 meia e uns 3 ou 4 novos atacantes.

13 Comentários

Arquivado em Palmeiras, Paulista

Bom com eles. Melhor sem eles?

O placar do jogo do Santos contra o Ituano foi extraordinário. 9 gols em apenas 1 jogo não é para qualquer um. Ainda que tenha sido contra o Ituano, time que tem no elenco os veteraníssimos Roque Junior e Juninho Paulista,  ídolos de outrora que hoje estão se expondo ao ridículo a troco de nada.

A vitória foi mais extraordinária ainda pelo fato das estrelas do time não terem jogado. Robinho continua com sua greve. E LAOR segue atrás de parceiros para pagá-lo. Neymar viajou para os Estados Unidos para disputar o amistoso contra o Red Bull. O Santos mandou o jogador até lá para aparecer para o mundo. O menino, porém, não foi capaz de evitar a derrota da equipe do litoral. Neymar foi como Neymar, promessa do time de Pelé, e voltou como Neymar, mais um jogador do Santos.

A goleada de ontem revelou que Neymar e Robinho não são tão importantes como todos imaginavam, interrogação. Ou será que se as estrelas do malabares estivessem em campo o placar seria ainda maior, interrogação.

Não se pode afirmar que Robinho e Neymar não sejam importantes para o Santos. Não é por causa de uma goleada sem eles que devemos chegar a essa conclusão. Mas uma coisa é certa. Se eles tivessem jogado o Santos não teria feito 9 gols. Seria no máximo 5. Isso pois os 2 jogadores, no afã de fazerem lances circenses para serem editados e vendidos pelos Wagner Ribeiro da vida, acabam estragando muitas jogadas do time, além de ofuscarem o brilho de jogadores como Paulo Henrique Ganso (aliás, único desse elenco que tem futebol para vingar de verdade na seleção e na Europa).

3 Comentários

Arquivado em Paulista, Santos

Rodada de definições no paulixta

A rodada deste final de semana será de afirmação e definição no campeonato paulista.

O jogo mais importante, sem dúvida nenhuma, é Palmeiras x Ponte Preta. Uma derrota praticamente elimina as chances de classificação do Palestra, confirmando o desastre do planejamento da diretoria comandada pelo Professor Belluzzo. Lembrando que tropeço do Palmeiras no Palestra Itália é algo absolutamente comum. Por outro lado, se o time vencer manterá viva a esperança de classificação, sobretudo porque os próximos jogos no campeonato teoricamente são fáceis: Rio Branco, Mirassol, Oeste e Paulista. Teoricamente, exclamação.

O segundo jogo na escala de importância é Corinthians x Grêmio Prudente (único time na história do futebol mundial que começou um torneio com um nome e terminou com outro; nem na várzea carioca acontece isso). O jogo é importante porque se o Corinthians não vencer a 4ª vaga ficará totalmente em aberto. Nesse caso o Botafogo pode ultrapassar o Corinthians. E Palmeiras, Portuguesa e o próprio Grêmio Prudente podem encostar. Ronaldo não joga. Será poupado. O jogador de fato não tem a mínima condição física de atuar.

A derrota do Corinthians coloca fogo no campeonato e, mais importante, esquenta o clássico do próximo domingo contra o São Paulo no Pacaembu.

São Paulo que joga amanhã contra o Mogi Mirim. Por mais que o time não venha jogando bem, não acredito em um tropeço do time de Ricardo Gomes.  O time historicamente não costuma se complicar em jogos como esse. Derrota em casa para times pequenos ou em má fase é especialidade do Palmeiras. Só o Flamengo o Palmeiras salvou do rebaixamento nos últimos anos umas 3 ou 4 vezes em jogos em casa.

E, finalmente, teremos Santos x Ituano. A vitória santista praticamente sacramenta a classificação.

Ah, poderia também dizer que a rodada é importante para a Portuguesa. Acontece que da lusinha não se pode esperar muito. Para quem imaginava que a Portuguesa lutaria pelo rebaixamente, o time até que vem fazendo uma campanha espetacular. O não rebaixamento este ano está de bom tamanho e deve ser comemorado como um título no Canindé.

Sou Jornalismo Futebol Clube. Sou Taddei e mais 10.

3 Comentários

Arquivado em Corinthians, Palmeiras, Santos, São Paulo

Palmeiras 1996 x Santos 2010

Pitadinha histórica.

Corria o ano da graça de 1996. O professor Luxemburgo, então um técnico de futebol, comandava uma das grandes equipes do futebol paulista de todos os tempos. Foi o que publicou, à época, a Vejinha São Paulo. Ficou conhecida como “ataque dos 100 gols”. Os grandes nomes eram Rivaldo e Djalminha. Destaque também para Luizão, o centroavante do time, que conseguiu a proeza de não ser o artilheiro do paulistão daquele ano.

Há semelhanças entre Palmeiras 1996 e Santos 2010, interrogação.

Na estreia da Copa do Brasil daquele ano, por exemplo, o Palestra goleou o glorioso Sergipe por 8×1. A diferença é que a partida foi definida na primeira partida, fora de casa, como fazem as grandes equipes. Em casa é fácil.

Naquele mesmo ano (1996), Palestra e Peixe se enfrentaram na Vila Belmiro. Super lotada, 15.000 torcedores. A expectativa, lembro-me, era idêntica à atual, só que ao contrário. De um lado, o super ataque palmeirense. De outro, a mediocridade santista de Geovanni, Jamelli e Macedo. Meu Deus! Claro, não houve surpresas.

Será hoje o dia da vingança santista, interrogação. A julgar pelas últimas partidas palestrinas (Santo André e Sertaozinho), não duvido.

Ah, ia me esquecendo. Aquele mesmo Palestra perdeu a Copa do Brasil 1996 para o Cruzeiro, de virada, em pleno Parque Antártica, época em que derrotas em casa eram raras. Muller, uma das esperanças alviverdes, havia abandonado o time e foi considerado um dos grandes culpados, ao lado do triste e péssimo volante coveiro Amaral, o então xodó do time.

Por Primo Argentino, Ewerthon?

6 Comentários

Arquivado em Palmeiras, Paulista, Santos

Que noite, amigo

Um amigo me telefonou a pouco para perguntar se eu não iria comentar nada sobre os acontecimentos da noite de hoje. Questionei-o sobre o porquê da pergunta. Ele me disse para eu parar de me fazer de desentendido e escrever logo sobre o que eu assisti. Não entendi muito bem. Mas vamos lá então. Não há como negar um pedido de um grande amigo.

Bom, primeiro a novela Viver a Vida. Está emocionante e divertidíssima. Hoje o Gustavo, marido da Betina, mandou flores para a Malu. Ela recebeu as flores, ficou furiosa e planejou uma armadilha para acabar com as cantadas de Gustavo. Vocês não vão acreditar no que ela fez. Ela mandou as flores pare a Betina, mulher do Gustavo. Foi engraçadíssimo. Morri de rir. Como a teledramaturgia brasileira é fabulosa. E a Mia, menina má da novela. Ela perguntou para a mãe se ela ainda gosta do Marcos, o ex-marido.  A Tereza, lógico, fic0u sem jeito. Mas quente mesmo foi a cena da Dora exigindo que a Soraia pare de se insinuar para o Garcia, mais conhecido como Maradona. O capítulo de amanhã promete. Novela das 8 é sagrada.

Aproveitei o embalo no bom e velho canal 5 e assisti ao BBB. O programa está cada vez mais baixando o nível. Brigas, intrigas, fofocas, homofobias, heterofobias, nádegas a mostra, e por aí vai. Mesmo assim continuo assistindo. Não perco um. E amanhã estarei eu lá na frente da telinha. O paredão vai ser demais. Dourado, Dicesar e Eliéser. Eu já votei. No Dicesar. Não que eu seja homofóbico. Longe disso. Tenho muitos amigos são-paulinos (brincadeira). Vou votar no Dicesar pois ele é muito fofoqueiro. Parece um blogueiro que tem por aí. Fofoqueiro e língua pre(g)sa.

Rápida passada pelo canal 13. CQC? Não, ainda não iniciou a temporada 2010. Por ora, “É tudo improviso” com os barbixas. Dizem que é muito engraçado. Assisto esses caras desde o ano passado e nunca esbocei uma risada. Nessas horas dou valor a praça do velho Carlos Alberto, pai do Vesgo que não é parceiro do Silvio.

Para terminar a noite vou assistir o 4. TVS, como dizia minha saudosa vó Nair, palmeirista doente. Imperdível. Hoje tem a volta (ou despedida) da velha Hebe. Dizem que várias estrelas, inclusive globais, estarão no programa. Xuxa, Ana Maria Braga, Ney Matogrosso, Leonardo  etc. Não vou perder a Hebe por nada. Dizem até que o Roberto Carlos vai estar presente. Roberto Carlos cantor, lógico. O outro, o jogador, não está aparecendo nem nessas ocasiões.

Por falar em futebol, esse mesmo amigo me disse que já existem emissoras interessadas na transmissão da 2ª divisão do campeonato brasileiro no ano que vem. Estão apostando alto na presença de um (ainda) grande clube. Há quem diga inclusive sobre o interesse na A-2 do campeonato paulista.  Disse que  a Rede Vida é a mais empolgada nesse projeto. Por que será, interrogação.

Sei lá, embora seja um grande amigo, não acredito muito nas coisas que ele fala. Ele é napolitano.  E com italiano sempre fico com um pé atrás. Italiano mente muito. Exemplos não faltam. Belluzzo’s, Cipullo’s…

27 Comentários

Arquivado em Palmeiras, Paulista