Robinho, um injustiçado

Robinho é um verdadeiro ídolo.

Lembro-me quando, ao final do fatídico jogo da seleção contra a França na copa de 2006, ele fez questão de dar um abração – aos risos – aos seu “amigo” Zidane. Que sensibilidade com o iludido povo brasileiro.

Alegre, pagodeiro, parceiro, gente finíssima, acusado de estupro em uma balada em Londres.

Humilde. Quando não tinha mais espaço no Real Madrid por deficiência técnica, chegou a afirmar que iria para o glorioso Manchester City “para ser o melhor do mundo”.

Profissional. Atrasou o salário por mais de 1 dia, não joga.

Por isso me surpreende a história de que Robinho teria se negado a descer do ônibus para presentear criancinhas agonizantes de um tradicional lar espírita santista de mais de 70 anos.

Motivos religiosos? Isso é sério. Temos que respeitar. Afinal, um evangélico pode frequentar inferninhos em Londres, ser até acusado de estupro, mas jamais entrar num local frequentado por adoradores do satã Chico Xavier.

Ouvi dizer que ele não desceu porque também teria combinado um pagode com os anticriancinhas forçadamente arrependidos Neymar e Paulo Henrique. Ora, pagode é pagode. É sagrado. Concordo com ele.

Dizem que a próxima comemoração dos moleques da Vila será uma imitação de Alexandre Nardoni jogando a menina Isabela pela janela. Já estão ensaiando.

Por Primo Argentino, mais 2 dias e tchau

Anúncios

10 Comentários

Arquivado em Sem categoria

10 Respostas para “Robinho, um injustiçado

  1. Augusto Frutuoso

    Não mudo uma vírgula!

  2. MILTON NEVUAS

    E o palestra anda ensaiando o que???

  3. Rodolfo Bauer

    Também me surpreendi pelo fato do Robinho ser evangélico. Tenho um tio que é pastor de uma igreja e o comportamento dele não se parece nada com o do jogador do Santos. Estranho…

  4. Dèmodè

    Demorou mas saiu o post. Bloguismo paulista é impressionante.

    Dèmodè, esse é um prato cheio. Não poderíamos nos omitir. Primo

  5. El Muchacho

    por que não muda o nome do blog pra blogdosderrotados?

  6. Pensava que ninguém mais tinha se importado com a felicidade de Robinho ao final daquele fatídico França 1×0 Brasil em 2006. A imagem que jamais tirarei da mente é a da minha sobrinha, à época com 8 anos, chorando pela eliminação do Brasil, enquanto nosso “menino da Vila” abraçava seu amigo Zidane, parecendo o mais feliz dos homens. Somado ao caso da instituição espírita ocorrido há pouco, tenho Robinho como um craque dentro de campo, mas, fora dele, alguém que não chamaria para tomar uma cerveja comigo.

    João. Robinho é um mau caráter e ponto final.

  7. carlos

    kkkkkkkkk porisso que sou apaixonado por esse blog, tem que meter o pau nesses mau carater e nesses mediocres jogadores mesmo.

  8. Ricardo de Lima

    Cara, vocês são impressionantemente engraçados e irreverentes !!!

    E o melhor de tudo, sempre falando a verdade … como disseram acima, não mudo uma virgula !!!

  9. Zhu Sha Zang

    Engraçado é tantos cegos. Por isso que Brasil é país da piada pronta.

    Ótimo texto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s