Noite perfeita

A noite de ontem foi perfeita para Santos, 4 x 0 contra o Remo, e São Paulo, 3 x 0 contra o Nacional/PAR. Perfeita para a edição de lances de jogadores que sobrevivem às custas de malabarismos circenses desprovidos de objetividade e funcionalidade. Perfeita para dar fôlego a jogadores e técnico que vêm sendo bastante questionados nas últimas semanas. Perfeita para a promoção do time e a valorização do espaço em branco na camisa. Enfim, perfeita para irradiar a mentira que é o futebol brasileiro de hoje.

Apesar da derrota para o Palmeiras, no Santos nada mudou. Neymar e os meninos da Vila seguem dando espetáculo contra times débeis. Só ontem o jogador fez 2 gols e 2 assistências. E dançou, querendo passar a imagem de que não se abateu com o tombo sofrido no último domingo. Dizer o que sobre isso. Que Neymar está errado? Lógico que não. Realmente tem que aproveitar esse momento. É para isso que servem as fases iniciais de torneios regionais, Copa do Brasil e até mesmo da Taça Libertadores.

Jogadores como Neymar, de habilidade inquestionável mas de carreira não muito promissora (na Europa), devem mesmo abusar da mediocridade alheia para vender a imagem de craque e, assim, arrumar um bom contrato no exterior. Azar daquele que é poupado desse tipo de jogo.

Denílson e o próprio Robinho são os melhores exemplos dos últimos anos. No Brasil, eram tidos como craques (Robinho ainda é). Se aproveitaram justamente de jogos como os de ontem para reforçar a fama de jogadores fora de série. Em comum as famigeradas pedaladas. Por isso foram vendidos para a Europa por cifras milionárias. No exterior, porém, não vingaram. Lógico. Lá não jogam Remo, Mogi Mirim, Chapecoense, muito embora alguns times da primeira divisão das ligas européias não fiquem muito longe.

Neymar segue o mesmo caminho. Já deve ter recebido os conselhos de seu companheiro Robinho. Provavelmente vai ser vendido ainda este ano para algum time europeu, até porque o Santos está quebrado e precisa fazer caixa, vai esquentar o banco ou no máximo jogar algumas partidas contra times pequenos, e num futuro não muito longe retornar ao Brasil por empréstimo com a desculpa de que não se adaptou ao estilo europeu, o que o técnico não gosta de brasileiro, ou que quer ficar mais perto da seleção, desculpas típicas de jogadores brasileiros que fracassam lá fora.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Sem categoria

Uma resposta para “Noite perfeita

  1. CAJURU

    O mais engraçadp é que nem isso os jogadores do Palmeiras conseguem faze não é mesmo???
    Já sei o problema dos jogadores como Diego Sono, C. Xavier e um batalhão de amebas alvi-verdes é realmente a bola, quem diria Armeiro, Figueroa e Robert (meu Deus)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s