Fique em casa se não puder ir

Na última semana foi aprovado na Câmara dos Vereadores de São Paulo o projeto de lei que estipula 23h15 como horário limite para o encerramento de jogos de futebol na cidade. Falta agora a sanção do prefeito Gilberto Kassab, que se der parecer favorável irá comprar briga com a Rede Globo, maior prejudicada com o projeto. Por essa singela razão acredito no veto do prefeito. Com a imagem já desgastada pelo caos provocado recentes enchentes, Kassab pode vê-la destruída  se a emissora resolver reagir. Nos próximos dias a questão será definida.

De qualquer forma, não entendo a preocupação com a sorte desse projeto de lei. Assim como em qualquer outro lugar no Brasil, a cidade de São Paulo tem tantos problemas infinitamente mais preocupantes para serem resolvidos. Trânsito, violência, enchentes. É impressionante como os políticos perdem tempo com questões menores. É estatístico. 98% dos projetos apresentados na Câmara de Vereadores tratam da alteração do nome de ruas e homenagens como a criação do Dia do Padeiro, votações que não mudam em nada a vida dos eleitores.

Um dos vereadores que defende a aprovação da lei, o Sr. Antonio Carlos Rodrigues, justificou que “é humanamente impossível alguém sair do estádio, no Morumbi ou no Pacaembu, à meia-noite e voltar para Parelheiros, Campo Limpo e Capão Redondo. O torcedor demora quase uma hora para sair do estádio e depois não tem mais condução“.

Ora, não compreendi a preocupação do vereador. Quem não puder ir ao estádio por causa do transporte, NÃO VÁ exclamação. É simples assim. Ninguém é obrigado a ir ao campo de futebol. Aliás, quem não for não e tiver a oporunidade de acompanhar pela televisão não estará perdendo nada. Muito pelo contrário. Os estádios não possuem o mínimo de conforto. A alimentação é horrível e cara. Comprar o ingresso é um martírio. A polícia trata o torcedor como um animal (embora alguns torcedores ajam como animais). Fora o risco de apanhar ou ser assaltado pela bandidagem que frequenta os jogos.

Na Rádio Transamérica ouvi uma entrevista do vereador Agnaldo Timóteo dizendo que está preocupado com as crianças e os idosos, que acabam saindo muito tarde das partidas que começam às 21h50. Ora Agnaldo, vocês vereadores deveriam se preocupar com os moradores do Jardim Pantanal, que ficaram mais de 2 meses morando debaixo da d’água. É muita cara de pau. E outra coisa. Por tudo que já foi falado, estádio não é lugar para velho e criança. O melhor mesmo é ficar em casa, vivo. Se o cantor/vereador está preocupado com os idosos e quer deixá-los felizes, crie então um projeto de lei visando a abertura dos bingos.

Enfim, a falta de transporte é só mais um dos problemas que o torcedor enfrenta. O próprio futebol tem outras prioridades. O combate à violência é uma delas, mas nada é feito. Esse famigerado projeto de lei é para inglês ver. Um péssimo tranpolim político.

A verdade é que, ao colocar os jogos às 21h50 para atender seus interesses, a Rede Globo sem querer acaba prestando um favor para a sociedade: faz com que pessoas de bem deixem de ir ao estádio enquanto os demais problemas não são enfrentados e resolvidos.

Anúncios

18 Comentários

Arquivado em Polêmicas, Torcidas

18 Respostas para “Fique em casa se não puder ir

  1. ricardo

    post perfeito!Belíssimas palavras…..cá pra nós, as vezes tenho vontade de me rebelar contra nossos políticos, nada demais assim , coisa do tipo….sei la uma bomba talvz rs Isso ai ,nao vamos dar apoio à esses cretinos não.

  2. Bandeirante

    Lendo o post fiquei estarrecido. Como o futebol de São Paulo é estranho! Será que a imprensa tem culpa também? Vejam só: sem transporte, sem o mínimo de conforto. A alimentação é horrível e cara. Comprar o ingresso é um martírio. A polícia trata o torcedor como um animal, há risco de apanhar ou ser assaltado pela bandidagem que frequenta os jogos. Meu Deus!!
    Paulistada, se quiserem ver bons jogos com conforto, com transporte farto, alimentação normal, compra de ingresso facilitada, a polícia protegendo o torcedor e vigiando os arredores para evitar assaltos e brigas, convido-os a vir ao Maracanã. Em jogos durante o dia ou à noite.
    No Maracanã vê-se craques, pode-se driblar e pode-se dar chapéu, sem que ninguém fique com a honra ofendida. Enfim, vê-se futebol e diverte-se muito.

    Bandeirante. O problema é geral. O Rio de Janeiro não está fora dessa. Lembro que há algumas semanas atrás os flamenguistas reclamavam na televisão da forma de venda de ingressos. Fora a confusão na venda de ingressos para a “final” do brasileirão.

    • Bandeirante

      Avallone, procure saber como está o futebol no Rio, como as torcidas se comportam, como está o acesso, a recepção e a saída nos estádios. É claro que eventualmente ainda há alguns senões, porém são pequenas falhas e a intenção é melhorar. A intenção de melhora é de TODOS, principalmente dos torcedores. Para aqueles que só pensam em punição, em todo jogo funciona no estádio um Juizo Criminal, que resolve os assuntos na hora. As torcidas de todos os times se uniram para fazer o futebol novamente um programa agradável. Sem ofensas e agressões. E com muita zoação entre elas. Musicas humoradas, etc. Assim as torcidas organizadas sobrevivem, pois se não for assim, elas sabem que vão acabar pela força (da lei) e pronto. Elas tem o maior interesse no bem-estar. E é claro que numa final de campeonato comprar ingresso ainda é problema, mas temos muitos pontos de compra pela cidade, mas a fila começa cedo e fica difícil uma pessoa normal, que trabalha durante o dia conseguir ingressos nestas ocasiões. Aceito sugestão que funcione.

      • El Loco, pra contrariar

        parece que o amigo não acompanha o futebol e noticionário sobre as torcidas, se é q vc é do rio, aí não muda nada com relação a sp ou outro qq estado país. São Paulo tb tem juizado especial criminal nos estádios. Ou será q a torcida vascaina nunca deu tira em torcedor do bota. Lembra!!!!

  3. Zhu Sha Zang

    Bandeirante, você foi irônico né?

  4. Luiz Carlos

    Sem comentários…Melhor ler que ser analfabeto!!!

  5. daniel

    como se 15 minutos fosse mudar a vida de quem mora na periferia, quer muda entao poe os jogos as 20:30

  6. Neto paraguaio

    O Rio de Janeiro é uma maravilha. Maravilha, sim, para malandros, cambistas, prostitutas, traficantes. Vai tentar subir no Corcovado durante feriado. 4 horas para subir, mais 4 horas para descer. Agora, se você for esperto, é só pegar uma van clandestina. Preço da brincadeira: R$ 75 paus por pessoa. Que maravilha. Esse tonto do Bandeirante não engana ninguém. Aliás, carioca só engana trouxa, ou seja, o próprio carioca. Nóis aqui de Pinda pode ser caipira mas num é Jacu.

    • Bandeirante

      Eu acho que todos de Pinda não são Jacu (o que é isso???), exceto o Neto Paraguaio, que ficou 4 horas na fila.

      • Neto paraguaio

        Fiquei nada, filhote de cruz credo. O Rio é bem mais do que dois morros, uma lagoa e uma porção de água. Tem puta e cocaína também. Aliás, o que foi determinante para se conseguir as Olimpíadas. Ao menos foi o que disse um tal de Robin Williams. “Cidade maravilhosa, cheia de blá, blá, blá…” Segura essa jaca, seu tonto.

  7. moises

    não é bem assim , vc está se preocupando só com quem vai ao estádio , e as pessoas que assistem pela televisão e precisam dormir mais cedo para acordar cedo no dia seguinte? oq vc sugere? que as pessoas não assistam o jogo?

    Moises. Ninguém é obrigado a ver jogo de futebol. Nem na tv, nem no estádio. Se tem que dormir cedo, vá se deitar. Se não tem transporte, fique em casa.

  8. Luis Carlos

    estádio cheio significa renda para os clubes e beleza para o espetáculo…
    parabéns aos vereadores por esta iniciativa, já que não fazem nada melhor, pelo menos isso….
    mas essa é a lógica da Globo, todo mundo em casa para aumentar a audiência….

  9. Alexandre

    Eu não esqueço do materia que a globosta fez, a dificuldade de chegar em casa nos jogos realizados às 21:45.
    O ridiculo foi que a emissora platinada culpou a prefeitura pela falta de transporte.

  10. El Loco, pra contrariar

    infelizmente os clubes brasileiros, principalmente no eixo rio/sp vivem excluvimente, ou seja, ficam de ‘quatro’ para a globo. Se um dia a globo falar q os jogos no meio da semana vão ser a meia-noite, os clubes ficam quietinhos. Duvida disso!!!! Aprenda uma coisa, os clubes brasileiros estão falidos…fazem qq coisa para jogar e no horário q a globo quiser. Portanto, se os jogos tem torcida ou não, os clubes mal e porcamente já receberam da globo. Veja se os clubes fazer propaganda dos jogos. Infelizmente temos q conviver com a única emissora de tv que passa os jogos…as demais ficam com o chapéu na mão (veja a band) coitada fica com o osso.

  11. Glandioso Poeta

    O clima estava horrível nas torcidas organizadas no Rio, inclusive entre torcidas do mesmo time. Havia de tudo. Aí, a polícia, o governo, os clubes, as pessoas, a justiça resolveram que não podia mais continuar assim e falaram com as torcidas organizadas, que concordaram em mudar o comportamento, ficando igual ao recente movimento dos torcedores argentinos que só incentivam o clube, cantam muito durante o jogo, não brigam. Há casos isolados, mas melhorou muito. Muitas famílias retornaram ao Maracanã.

    • Théo

      Texto sóbrio. Muito sóbrio.
      Independente de horário, sempre haverá alguém impossibilitado de ir ao estádio por questões de transporte, principalmente porque nas grandes cidades a qualidade do transporte coletivo é sofrível. E mesmo quem vai de carro sofre com vias desestruturados e enfarrafamentos.

      Ou seja, não tem condições de ir, não vá.

  12. gremio imortal tricolor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s