Contagem regressiva

No dia 1º de Fevereiro Robinho desembarcou no Santos.

Por apenas 1 milhão de reais por mês. Dinheiro imprescindível para a recuperação financeira do combalido caixa Santista.

Em entrevista a radio JP, o poeta LAOR, da mesma trupe intelectual de Beluzzo (arrisquem dar um botiquim de bairro para estes dois administrarem), destacou uma complexa engenharia financeira para viabilizar a vinda do jogador.

Diiiiiizem que um grupo de notáveis empresários santistas amigos de LAOR, como Luiz Seabra (Natura), bancariam a conta.

A verdade é que os dias se passaram e nada de empresários, ou amigos, ou patrocínio ou tampouco o cash.

A ampulheta foi virada e em 11 dias vence o primeiro contra-cheque.

E agora LAOR, interrogação. Não custa lembrar que quem tem amigos não morre pagão.

Por Jota Barros, tem clube em que 1 mês dura 90 dias

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Sem categoria

4 Respostas para “Contagem regressiva

  1. Sidney Sheldon

    Proponho uma vaquinha. Reuni um pessoal aqui no Acre e eles vão ajudar com R$ 230. E se cada santista der R$ 1 o Santos consegue pelo menos mais uns R$ 230 mil.

  2. Zeca, o Passarinho Tricolor

    Daquí 11 dias sabe o que vai acontecer Jota Barros? Vão chamar o cara e dizer o seguinte: “olha robinho leva esse cheque de 50 páus, pode ir no banco agora e sacar e o resto semana que vem nós voltamos a conversar.ok”. E vcs, querem saber de uma coisa, não é diferente em outros clubes.Eu fico imaginando como é que esses caras conseguem ou não conseguem, o que é o mais provável, levantar 2 ou 3 milhões por mês para saldar a folha de pagamento? só o Mandraque mesmo. Olha e tem mais, tem trouxa que acredita. Meu caro blogueiro futebol tá pior que o poker, é só no blefe. Como diria o meu sogro Moacyr, aquí é terceiro mundo, e fica quieto.

  3. sergio lima

    O novo presidente do Santos perdeu uma grande chance de se mostrar diferente dos outros incapazes presidentes de clube no Brasil. Quando Robinho ligou se oferecendo para jogar por “quase nada”, se bom e responsavel administrador fosse, teria agradecido e explicado que o clube nao tinha condicoes de arcar com mais nada de divida. Mas nao, preferiu o caminho populesco da “grande” contratacao TEIMANDO que o Santos e’ um Corinthinas, um Sao Paulo ou um Palmeiras. O Santos e’ o glorioso, mas medio Santos. E se alguem quiser salvar o clube da extincao, tera que reconhecer que a historia do Santos e’uma das maiores do mundo mas que sua realidade e’ a de um clube medio que se bem administrado pode vir a estar disputando todos os campeonatos de igual para igual com todos os outros clubes do brasil. Nao ha nada de errado em ser menor que os outros. Alias, muito pior sao os grandes Corinthians e Flamengo que pelo tamanho se enfiam em maiores problemas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s