Cadê o planejamento?

Planejamento.

“Criada” pelo (ex)trategista Vanlerdei Luxemburgo, essa é uma das palavras mais ouvidas no meio futebolístico. É sinônimo de organização e competência, e muitas vezes serve para justificar a conquista de um título, mesmo que o clube não tenha planejado nada. Dizem que o São Paulo Futebol Clube é um dos melhores nesse quesito. Dizem. Mas essa discussão fica para outra hora. O “planejamento” que interessa nesse momento é o do Corinthians para o ano do seu centenário.

No ano que passou o que mais se ouviu dos dirigentes corintianos, principalmente após a conquista da Copa do Brasil e a conseqüente vaga na libertadores, foi que o Corinthians teria uma grande vantagem em relação aos demais times pois poderia iniciar o planejamento para o ano de 2010 com 6 meses de antecedência, já que o campeonato brasileiro, segundo as palavras de Ronaldo, não serviria de nada.

O que se imaginou então foi que o Corínthians iria manter a base que venceu a Copa do Brasil e o Campeonato Paulista, contratar grandes reforços e, com antecedência, utilizar o campeonato brasileiro para já ir entrosando o time e iniciar a pré-temporada bem antes dos demais clubes. Esse seria o planejamento ideal. O planejamento que todos pensaram que o Corinthians iria adotar e, assim, largar com vantagem em 2010, o ano mais importante da sua história. Mas não foi o que se viu.

Pois é. Ao invés de fazer um esforço e manter as peças que conquistaram tudo no 1º semestre de 2009, o Corínthians abriu mão do que diziam que era a espinha dorsal do time: André Santos, Cristian e Douglas. Mas tudo bem. Nesse caso pesou o lado financeiro, embora o clube não tenha feito nenhum esforço para tentar manter os jogadores.

Com a perda dos 3 titulares, todos imaginavam que o Corinthians iria repor as peças ao menos durante a disputa do campeonato brasileiro. Dessa forma o time poderia utilizar os jogos do campeonato brasileiro como treinos de luxo para que os jogadores já fossem pegando entrosamento e Mano Menezes testando as formações ideais para a equipe. Mas não. O Corinthians só contratou os reforços no final do ano, como qualquer outro clube. Nenhuma vantagem.

Aliás, por falar em contratação, muito se esperou do Corinthians no ano do seu centenário. Falaram em Riquelme, Tevez, Ronaldinho Gaúcho, e muitos outros do mesmo naipe. Porém, o que se viu foi uma baciada de veteranos. Vieram Tcheco (grande refugo), Iarley (outro refugo, mas com um pouquinho mais de potencial), Danilo (chamado de mosca morta nos tempos de São Paulo), e Roberto Carlos (uma grande incógnita). A meu ver o Corinthians decepcionou sua torcida. Todos esperavam mesmo era Riquelme, o algoz do arqui-rival Palmeiras. Nenhuma vantagem.

Por fim, todos pensaram que o Corinthians iniciaria sua preparação bem antes dos demais times, já que poderia se dar ao luxo de dar férias aos seus jogadores bem antes do término do campeonato brasileiro. No entanto, o Corinthians voltou de férias na primeira semana de janeiro, como todos os demais times. Nenhuma vantagem.

Ou seja, no ano mais importante da sua história o Corinthians simplesmente não planejou como deveria, fato que pode custar o título da tão sonhada libertadores.

Anúncios

8 Comentários

Arquivado em Sem categoria

8 Respostas para “Cadê o planejamento?

  1. zeca

    Com esse presidente o Curintia vai planejar o quê…
    vamos aguardar… e fica quieto.

  2. RedBlack

    Ô meos, não é “planejamento”, o certo é “planejameinto”.

  3. celso

    COMENTARIO ENVEJOSO

    NINGUÉM TEM O ELENCO COMO O NOSSO.
    NIGUÉM TEM UM TREINADOR COMO O NOSSO.
    NINGUÉN TEM UM GÊNIO COMO O R9.

    A DIRETORIA TA DE PARABÉNS.OS ADVESÁRIOS QUE SE CUIDEM POIS O SUPER TIMÃO VEM AI…

    Celso, o comentário não é isso que você falou não. Outras equipes, como Palmeiras e São Paulo já tinham equipe formada um ano antes. Cuidado.

  4. Marcos

    Primeiramente gostaria de dizer que sou seu admirador Avallone, mas o planejamento foi feito sim, inclusive pelo que fiquei sabendo contando com uma comissão, e utilizando-se de metodologia de grandes corporações ( quem me contou foi pessoa ( voluntário) da equipe do Rosemberg, que trabalhou comigo no grupo Abril e na consultoria Ernest & Young) . A questão dos nomes para o time, sofrem do mesmo grau de incerteza e risco de qualquer negócio, por ex: quem garante com 100% de garantia que o Palmeiras será campeão da copa do Brasil ? se não for, o erro será do planejamento? Jogo é jogo!

  5. Anderson

    Avallone. Não tinha como contratar no meio do campeonato Brasileiro. Jogadores importantes estavam disputando campeonatos.
    Não poderiam abandonar seus clubes. Cobrar que não deveriam ter sido vendidos os 3 jogadores, é uma coisa, porém, como o foram, cobrar a reposição naquela época não tem nenhuma lógica, me desculpe.
    Iria repor com jogadores da segunda ou terceiras divisões brasileiros, ou reservas encostados do exterior?
    Por exemplo, não poderiam ter trazido Ralph, Yarley, Danilo, Roberto Carlos, entendeu?
    Reformule sua critica.
    Abraços.

    Anderson, não somos o jornalista roberto avallone. Fãs. Com todo respeito, o objetivo era Riquelme e companhia. Sobraram Iarley, Danilo, Tcheco, Roberto Carlos (hoje), que não passam de jogadores medianos. Contratar refugos não é planejamento.

  6. Erik

    Avallone, me desculpe, mas pra mim vc quis aparecer. Sempre respeitei suas opiniões, mas me lembro bem nos tempos de GEsp q vc dava uma “palestrada” nos bons tempos de Felipão x Luxa x Oswaldo no Corinthians e agora parece q o mesmo espírito clubista baixou em vc.

    Primeiro lugar, vamos esperar e ver o q essa mescla de jogadores veteranos e jovens dá. E o mais importante, vamos ver se até o inicio da Libertadores REALMENTE nenhum nome chegará.

    Me impressiona o fato de um cara experiente como vc no jornalismo nao farejar nada nessa “itinerancia” da camisa 10 corintiana no inicio da temporada. Ou vc nao viu? É, ela nao terá proprietário fixo. Vai rodar na mao de varios. Só o Ronaldo terá a 9, só pra ele. Será q isso nao quer dizer nada…mesmo???

    vamos aguardar…

  7. bambiadas

    Tratando-se de um comentario de jornalista palmeirense , tudo normal , agora , os jogadores que o SPFW contratou são ridiculos , inclusivo um deles com o pé quebrado, o seu palmeiras , meu deus , quem contratou , nada , ninguem…o santos dá dó , tenha paciencia , sr Jornalista parcial

  8. Pingback: O importante é a Libertadores « O Blog das Polêmicas, exclamação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s