Antes tarde do que nunca

E o que parecia improvável aconteceu. O São Paulo ganhou. Do Santos e do juiz, aliás, mais uma arbitragem lamentável do senhor Carlos Eugênio Simon “contra” o São Paulo.

Novamente o time se comportou de maneira inconstante, tomando gols de bola parada que há um ano não tomaria, pois a zaga e a garra da equipe eram outras. O São Paulo era um time, hoje é um catado. Nos últimos 4 jogos, 4 pontos (ridículos 25% de aproveitamento) e muitas lamentações: se tivesse ganho do Santo Andre, se tivesse ganho do Galo…

Mas agora o time ganhou. Será que ainda é possível ser campeão?

Não é não, e se conseguir classificar no G4 está bom demais. O time não fez mais que a obrigação. O Santos consegue ser pior que o São Paulo e não ganhar hoje seria mais um vexame. Mas ultimamente a lista de vexames é tão grande que parece que ninguém se importa mais.

Importante mesmo é pensar em uma reformulação total: elenco e técnico. O mal do São Paulo é que uma vitória abafa os problemas, mas os problemas não podem ser esquecidos. Falta um meia talentoso, falta um atacante matador, falta alma para o time etc.

O Hernanes é o jogador vagalume e parece com a usina de Angra: funciona bem uma partida e se apaga nas outras 22… Se bem que a usina deve ter uma regularidade maior…

É hora de limpar a casa, de começar de novo de dar oportunidade para quem quer jogar, honrar a camisa e dar o sangue em campo. Jorge Wagner, Arouca, Borges e outros têm de ir embora. O técnico também deveria pegar seu boné e treinar algum time à altura de sua competência: quem sabe o Fluminense, o Avaí ou o Juventude de Caxias. Ele é o homem mais previsível do mundo: substituições ousadas e inovadoras é com ele mesmo. Incapaz de mudar a forma do time jogar ou de motivar o grupo na busca de um objetivo comum. Até o mesmo o Rogério Ceni anda macambúzio e conformado com a situação;

Se a coisa continuar no caminho que está o ano que vem a Libertadores acaba nas oitavas de final e olhe lá. Esse negócio de entrar na Libertadores para competir é coisa do Corinthians. O São Paulo entra é para ganhar.

E a Diretoria que pense mais em contratações e menos em projeto para a Copa. Se a FIFA acha que o Morumbi não pode receber a copa, mesmo com o projeto proposto, ela que se lasque e faça a abertura da Copa lá na Rua Javari. Mas essa discussão fica para outra hora.

Padre Giba, causando inferno nas horas vagas

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s