Sempre a culpa é dele

Wilton Pereira Sampaio continua invicto. Nenhum time visitante conseguiu vencer no campeonato brasileiro quando ele apitou. A vítima desta vez foi o São Paulo. Perdeu para o Flamengo de virada. 2 x 1. E advinhem quem foi o culpado pela derrota? Quem será? Foi o goleiro que não defendeu? Foi o zagueiro que não desarmou a jogada? Foi o atacante que não fez o gol? Não. Todos estes estáo perdoados. A culpa foi do árbitro. Só para variar um pouco.

Pois é. O São Paulo saiu de campo reclamando da arbitragem. Alegou que o árbitro marcou um pênalti inexistente e que mandou voltar indevidamente a cobrança após uma defesa legítima de Rogério Ceni. Mas a verdade não é muito bem essa. Os jogadores e técnicos precisam parar um pouco com esse tipo de pressão. Não é justo que joguem toda a sua incompetência para os árbitros. Eles erram, assim como os atacantes, zagueiros e técnicos também erram. 

Para quem analisa fria e imparcialmente o jogo, a verdade é que não houve nenhum erro. Houve rigor, coisa absolutamente diferente de erro. Rigor na volta do pênalti. Rigor na aplicação da regra. Somente isso. Quem conhece de regra sabe que o Juiz acertou em todos os lances supostamente polêmicos. O pênalti foi corretamente marcado. Jorge Wagner acertou Toró dentro da área. Indiscutível. E Rogério Ceni se adiantou na defesa. Indiscutível. O único problema é que os goleiros estão acostumados com a impunidade. Sempre se adiantam, especialmente Rogério Ceni, que teve uma boa atuação no jogo de ontem. Precisam se conformar quando o Juiz manda voltar uma cobrança. E outra coisa. Alguns “especialistas” dizem que é impossível um goleiro pegar um pênalti sem se adiantar. Mentira. Dá sim para pegar. Ademais, pênalti não foi feito para o goleiro pegar. Foi feito para sair o gol. Por isso é chamado de penalidade máxima.

Enfim, a verdade é que o Jason perdeu na bola. E perdeu merecido, que me desculpem meus amigos sãopaulinos (aliás, os mais chatos). A equipe não jogou nada. Foi o gol e nada mais. Foram 18 arremates do Flamengo contra 4 do São Paulo. O Jason tem que dar graças a Deus que não perdeu de mais. Isso ninguém fala. A culpa pela derrota foi exclusivamente do coitado do árbitro.

Destaque negativo. Mais uma vez foi Washington. Mostrou de uma vez por todas que é um jogador mediano. Jogador de time pequeno. Só sabe reclamar. Vai ver que é por isso que teve problemas no coração. Passa o jogo inteiro reclamando de tudo.

A vice-liderança. Ela foi mantida pelo São Paulo. Isso pois o Internacional mais uma vez falhou em casa. Empatou com o Atlético Paranaense. Está tudo na mão do Palmeiras. Basta vencer o Náutico, o que não requer grande coisa. Só depende de Muricy escalar bem o time (bem = sem volantes e sem Wilians).

E o Corinthians? O Timão ganhou do Grêmio por 2 x 1, com um gol de Ronaldo. Só posso dizer isso, pois não assisti o jogo. Não vou fazer como uns e outros jornalistas que têm a cara de pau de comentar todos os jogos que aconteceram na rodada 5 minutos depois do término da partida. Ademais, esse jogo não tinha nenhuma relevância para o campeonato. Quem viu, viu. Quem não viu que veja da próxima vez.

*Desculpem-me se houve algum erro no texto, ou se estou excessivamente polêmico. Acabei de chegar de um bailinho regado a vinho e estou mais para lá do que para cá.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Sem categoria

2 Respostas para “Sempre a culpa é dele

  1. paisano

    Avalone faltou o Destaque Positivo. Petcovik

  2. zeca

    Quer saber de uma coisa: sem comentários….hoje é domingo, dia de comer aquela macarronada da mama. E Viva o Bixiga.tchau.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s